Início Policial Exame em calcinha entrega homem que estuprou sobrinha de 10 anos em...

Exame em calcinha entrega homem que estuprou sobrinha de 10 anos em MS

0

Homem de 39 anos foi condenado a pena de 12 anos de prisão, em regime fechado, por estuprar a sobrinha, à época, com 10 anos. O crime aconteceu na casa da menina, enquanto a mãe dormia.

Além do depoimento e do exame na vítima, laudo pericial também encontrou esperma na calcinha da criança. O réu, embora tenha dito que não se lembrava do crime, alegou “estar envergonhado”.

A sentença foi dada pela 2ª Vara Criminal de Ponta Porã no dia 4 de fevereiro e publicada na edição de hoje do Diário da Justiça. Pela decisão, o homem pode recorrer em liberdade da sentença.

Pela denúncia, consta que o crime aconteceu no dia 26 de março de 2018, quando ele tinha 36 anos. O homem chegou na casa da irmã e se deitou no sofá, onde estava a sobrinha. Em determinado momento se colocou sobre a vítima, a tocou nas partes íntimas e tentou penetração. Depois, foi para o banheiro.

A menina correu para o quarto da mãe e relatou os abusos sexuais. A mulher encontrou machucados na menina, a levou para atendimento médico e denunciou o irmão à polícia.

A calcinha usada pela vítima no dia do crime foi submetida a exame pericial, em que se constatou a presença de esperma.

Em juízo, o réu disse que havia misturado pinga e cerveja e, quando viu, estavam lhe dizendo que havia abusado da sobrinha, ou seja, não se recorda do ocorrido. Na delegacia também disse não se lembrar dos fatos, mas afirmou estar envergonhado e arrependido.

A pena inicialmente calculada foi de oito anos de prisão, acrescida de quatro anos, por conta do depoimento da vítima e das provas coletadas, totalizando 12 anos de reclusão, em regime fechado, quando o processo transitar em julgado, ou seja, não tiver mais possibilidade de recurso.

(Com Campo Grande News)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui