Início Policial Vendedor que atende em Jardim e Guia Lopes tenta achar veículo que...

Vendedor que atende em Jardim e Guia Lopes tenta achar veículo que sumiu após ser guinchado

0

O vendedor Lorivaldo Márcio Machado, 44 anos, achou que a maior dor de cabeça que passaria no sábado (19) seria a falha mecânica que o obrigou a deixar o carro em Nioaque, a 184 quilômetros de Campo Grande. Porém, o problema só piorou e, agora, o Palio Weekend sumiu, levado por guincho que não teria sido contratado pelo banco acionado para o serviço.

“Nunca vi isso, falaram que iam buscar, depois, mudou tudo”, lamentou o vendedor, que registrou boletim de ocorrência na Depac Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), em Campo Grande, cidade onde reside. Preocupado, resolveu oferecer até recompensa de R$ 1,5 mil para encontrar o carro.

Machado contou que trabalha como vendedor autônomo, fazendo viagens regulares para Nioaque, Jardim e Guia Lopes da Laguna e utiliza o Palio Weekend 2007, que está em nome da esposa, para o serviço. O carro foi comprado há cerca de sete anos.

No sábado (19), estava em Nioaque, quando o carro deu problema. Correntista do BV (Banco Votorantim), disse que no contrato, tinha direito a voucher de até 100 quilômetros para acionar o guincho.

Mesmo sendo acima da quilometragem estipulada, acionou o serviço às 15h08. A atendente disse que, mesmo acima do estipulado, o guincho seria chamado para o transporte do carro de Nioaque até a Capital.

Como Machado tinha compromissos em Campo Grande, deixou a chave e o documento do carro no hotel que costuma ficar em Nioaque. Em outras ocasiões, já tinha feito isso, sem problemas, explicou à reportagem.

Em Sidrolândia, resolveu ligar para a BV. “A atendente disse que teria que pagar o excedente pelo serviço do guincho”, contou o vendedor, explicando que seria adicional de R$ 194. Como queria resolver o problema, aceitou as condições.

Porém, já ao chegar em Campo Grande, em ligação às 18h24, a nova surpresa. “A conversa mudou, disse que eles não poderiam acionar o guincho e eu tinha que resolver sozinho”, contou Machado.

Por conta do valor alto no fim de semana, resolveu deixar para acionar guincho hoje, dia útil. Ligou às 19h03 para o hotel, para pedir que recolhessem o carro no estacionamento, porém foi informado que guincho passou por lá, dizendo que havia sido chamado para levar o carro.

No hotel e no posto anexo, ninguém desconfiou de nada, já que o motorista do guincho passou todos os dados do vendedor e o defeito do carro.

“Liguei no BV, me disseram que eles não tinham acionado guincho”, contou Machado. Até agora, ninguém sabe para onde o veículo foi levado. “Acho que nem tenho foto dele”, lamentou.

O vendedor está voltando para Nioaque, a serviço, e para tentar localizar o carro. Também resolveu oferecer recompensa para quem puder informar o paradeiro do carro. “Como que some assim?”, questionou.

(Campo Grande News)

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui