Início Policial Operação Piracema: Começa fiscalização em peixarias e restaurantes

Operação Piracema: Começa fiscalização em peixarias e restaurantes

0

Nesta segunda-feira (8), começou a fiscalização das peixarias, restaurantes, hotéis e outros estabelecimentos que comercializam pescado por conta a Operação Piracema, que iniciou dia 5 de novembro e segue até 28 de fevereiro de 2022.

Durante todo o período de defeso, os estabelecimentos só poderão comercializar os pescados declarados no estoque. Equipes de fiscais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), acompanhados de policiais militares ambientais, vão até os estabelecimentos para recolher as guias informando o estoque existente de peixes nativos.

Esses locais só poderão comercializar os pescados declarados no estoque, garantindo que não haverá pesca predatória no período reservado para reprodução das espécies aquáticas. Os estabelecimentos tiveram 48h para levantar o estoque de peixes nativos existente e lançar nas guias próprias para entregar aos fiscais quando forem visitados, a partir desta segunda-feira. Se for constatado estoque não declarado, poderão ser punidos com multa e responderão por crime ambiental”, explica Luiz Mário, diretor de Fiscalização do Imasul.

Além disso, as barreiras nas principais rodovias do Estado, também serão fiscalizadas com apoio de policiais militares ambientais, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Rodoviária Estadual, fazendo a abordagem e, ao encontrar alguma irregularidade, proceder a condução dos envolvidos à delegacia, apreensão de pescado e petrechos e autuações administrativas.

As barreiras serão realizadas em postos da PRF, PRE, em rodovias estaduais e estradas vicinais dos municípios de Terenos, Aquidauana, Miranda, Corumbá, Bonito, Jardim, Coxim, Sonora, Rio Brilhante, Dourados, Ivinhema, Naviraí, Nova Andradina, Três Lagoas, Selvíria, Aparecida do Taboado, Angélica, Ribas do Rio Pardo, Campo Grande, Costa Rica e Paraíso das Águas. Serão empregadas ainda equipes em navegações fluviais nos rios Paraguai, Correntes, Piquiri, Taquari, Aquidauana, Miranda, Ivinhema, Dourados, Brilhante, Paraná e Salobra.

No ano passado, foram realizadas 33 barreiras em 20 rodovias, com 1.480 abordagens de veículos; fiscalizadas 142 peixarias, ranchos pesqueiros, pousadas e outros estabelecimentos comerciais; realizadas 40 autuações, num total de R$ 38.650,00; apreendidos 829 kg de pescado, 12 motosserras, 5 metros cúbicos em madeira, 1 tarrafa, 1 rede e 20 unidades de “joão bobo”; 2 molinetes e 2 armas.

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui