Início Policial Estelionatário é baleado com 8 tiros em carro, mas sobrevive

Estelionatário é baleado com 8 tiros em carro, mas sobrevive

0

O estelionatário Carlos Roberto Pereira Junior, 33 anos, foi baleado com 8 tiros de pistola 9 mm (milímetros) por volta do meio-dia deste domingo (7) na Rua Pridiliano Rosa Pires, no Conjunto Residencial Mata  do Jacinto, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, a Polícia Militar fazia rondas pela Rua Olimpio Krafic quando foi acionado por moradores dizendo que havia uma pessoa ferida por arma de fogo dentro de um Jeep Renagade, de cor cinza, na Rua Pridiliano Rosa Pires.

Quando os policiais chegaram ao local não encontraram a vítima e tiveram informações de que o rapaz, mesmo ferido, havia dirigido até a casa do sogro. De lá, ele foi socorrido consciente ao Hospital da Cassems e aguarda vaga para ser transferido à Santa Casa. Carlos Roberto foi atingido no braço esquerdo, pescoço, rosto, costas e pernas.

Testemunhas contaram à polícia, que dois homens em Volkswagen Fox, de cor vermelha, se aproximaram do carro da vítima e um deles atirou. No Jeep que Carlos Roberto dirigia havia mais duas mulheres, de 33 e 39 anos. Elas não ficaram feridas no atentado. No local foram encontrados 4 cápsulas deflagradas de pistola 9 mm (milímetros). O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Golpista 

Conhecido como estelionatário conquistador, Carlos Roberto acumula várias passagens pela polícia. Em agosto de 2018, ele foi preso por força de mandado de prisão preventiva, no apartamento onde vivia, no Bairro Mata do Jacinto.

À época, Carlos havia feito uma compra de R$ 13 mil em joias e furtou duas correntes de ouro no valor de R$ 5 mil, cada. Porém, quando chegou o dia de fazer o pagamento, o golpista começou a emitir cheques falsos.

Na ocasião, segundo noticiado pelo Campo Grande News, Carlos já tinha se apropriado de ao menos R$ 160 mil de várias vítimas, maioria mulheres. Ele até perdeu uma vaga em concurso da Polícia Militar em razão dos processos que respondia na Justiça.

(Campo Grande News)

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui