Início Policial Homem é preso por manter esposa em cárcere privado e ameaça afogar...

Homem é preso por manter esposa em cárcere privado e ameaça afogar filhos

0

Homem, de 39 anos, foi preso por manter a esposa, de 31, em cárcere privado, sob ameaças de morte, em uma fazenda de Corumbá. Além da esposa, o homem ameaçou matar os filhos do casal, de 3 e 8 anos, afogados em um rio.

De acordo com as informações da polícia, contra o suspeito já há dois boletins de ocorrência registrados. Quem procurou a polícia foi uma testemunha, informando sobre o crime, já que a mulher não era autorizada a sair de casa.

A testemunha contou que o casal têm dois filhos e que desde o início do relacionamento, a mulher sofre ameaças de morte, xingamentos, agressões físicas e psicológicas, na frente das crianças.

De acordo com o Diário Corumbaense, o acusado foi descrito como bem agressivo, principalmente quando ingere bebida alcoólica. Durante as discussões e agressões, o homem dizia que não tem medo de polícia, muito menos de promotor de Justiça e nem Juiz, pois quando houve um flagrante contra ele, “nada aconteceu”.

Investigação

Diante da denúncia, equipe da Polícia Civil foi até a fazenda onde o casal vive, nesta terça-feira (05), para averiguar a situação. Helicóptero da Marinha do Brasil e embarcação deram apoio no deslocamento da equipe até a propriedade rural.

Ao chegar no local, a vítima confirmou os fatos aos policiais, dando detalhes sobre a violência sofrida. Ela ainda relatou que, pouco antes da chegada da Polícia, o marido, mais uma vez, a ameaçou de morte.

Histórico

A polícia apurou que há registros policiais anteriores contra ele nas delegacias de Rio Verde, Ribas do Rio Pardo e na DAM de Corumbá, envolvendo a vítima, pelas mesmas denúncias. Também foi identificado outro boletim de ocorrência de Rio Verde do Mato Grosso, de homicídio simples na forma tentada, sendo que a vítima é outra mulher.

O homem foi preso por violência doméstica, sequestro, cárcere privado e ameaça. Ele foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde permanece à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui