Início Cotidiano Clediane participa de abertura do 1º Curso de Mergulho em Caverna/CAVE...

Clediane participa de abertura do 1º Curso de Mergulho em Caverna/CAVE 2021

0

O CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul), iniciou nesta segunda-feira (2), o Curso de Mergulho em Caverna/CAVE 2021, em Bonito. Esse é um evento pioneiro no Brasil, que contou com a presença da prefeita Dra Clediane Matzenbacher (DEM) e do advogado Luiz Miguel Faria.

Com duração de duas semanas, seis bombeiros militares (sendo quatro do MS e dois do Espírito Santo) arriscarão suas vidas nesse treinamento, que é considerado um dos mais perigosos do mundo. 

O instrutor do curso, major Ronaldo Cezar Possato Venâncio, da Polícia Militar do Estado de São Paulo, comenta o nível de dificuldade dessa capacitação militar. 

“O Mergulho em cavernas é uma das atividades mais perigosas do mundo, já tendo feito milhares de vítimas, entre elas inúmeros instrutores de mergulho. É a atividade de mergulho mais técnica e que requer mais treinamento e especialização do mergulhador, que está exposto a perigos como: desorientação nos labirintos alagados, falta de gás, desabamentos, intoxicações, falta de visibilidade, falta de luz natural, correntes submersas, entre outros”.

O major também ressalta como será o curso. “Os alunos ficarão 2 semanas, quase sem descanso, sem dias de folga, farão muita força carregando uma enorme quantidade de equipamentos para as belas, mas ermas cavernas da região. Passarão frio nas descompressões e descansarão carregando os cilindros de gás, mas terão a instrução mais técnica e segura que poderemos proporcionar. Eu e meus amigos instrutores que aqui estão, sabemos da enorme responsabilidade em nós depositadas, pelas autoridades do MS e pelas famílias dos alunos, os quais devolveremos talvez mais magros, mas todos vivos e extremamente capacitados”, disse o instrutor.

Para o comandante-geral do CBMMS, Coronel Hugo Djan Leite, o curso é importante porque no Estado existem áreas propícias para o mergulho em caverna.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul deve estar apto a atuar em uma emergência envolvendo praticantes dessa modalidade de mergulho. Pensando nessa possibilidade de demanda é que estamos realizando essa atividade”, disse o coronel Djan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui