Início Saúde Número de vacinados contra Covid com as duas doses é maior do...

Número de vacinados contra Covid com as duas doses é maior do que o de infectados pelo vírus em MS

0

O número de vacinados com as duas doses da vacina contra Covid-19 supera a quantidade de infectados pelo vírus durante a pandemia em Mato Grosso do Sul. Ao olhar para os dados da Secretaria Estadual de Saúde, 275.216 pessoas receberam a primeira dose e o reforço vacinal, do outro lado, nesta segunda-feira (17), o Estado registra o acumulado de 266.139 contaminados pelo coronavírus.

As informações do vacinômetro, plataforma do Governo do Estado, mostram que o saldo de imunizados, frente ao de infectados, é de pouco mais de 3%. Mato Grosso do Sul é um dos estados brasileiros que vem despontando na aplicação da vacina contra Covid.

De acordo com o mapa do G1, com base nas informações do consórcio de veículos de imprensa, Mato Grosso do Sul é o segundo estado brasileiro com maior porcentagem de imunizados com a primeira dose, 24,75% da população do estado.

A última atualização do vacinômentro aponta que 661.756 moradores de Mato Grosso do Sul receberam a primeira dose do imunizante.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, destacou uma meta ambiciosa para o segundo semestre de 2021, ele disse que pretende vacinar 70% dos sul-mato-grossenses, com a primeira dose, até setembro deste ano.

“Eu espero imunizar a população em 70% até setembro, isso com a primeira dose. Acima de 80 anos e 90 anos já assistimos uma diminuição considerável das mortes, isso é o reflexo da vacinação. Vacina salva vidas!”, pontou o secretário

Para Resende, acompanhar os números de vacinados contra o coronavírus é motivo de vibração positiva. Em contraponto, o secretário também comentou sobre a escalada do vírus no estado, e que “não é momento de parar de se cuidar”.

Ao bom índice de vacinação, Resende credita-o à equipe da Saúde de Mato Grosso do Sul. “O crédito são deles, profissionais da Saúde. Não só no nível estadual, mas o municípios nos acompanham”.

“A cada dia eu vibro e comemoro estes eventos positivos. A luta tem sido constante. Se vier vacina, nós conseguimos imunizar o mais rápido possível. Tratamento precoce em Mato Grosso do Sul é a vacina”, finalizou Resende.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui